CAPTURANDO AVIÕES

quando-os-avioes-passam
Foto: Reprodução

Na infância, existia uma brincadeira em que a gente fazia um sinal como se estivesse “recolhendo” os aviões quando eles passavam lá no céu. Cada avião recolhido representava um desejo que havia de ser feito, e depois, guardado dentro da blusa.

Como se fosse no coração.

Nunca entendi muito bem o intuito da brincadeira: qual era a relação entre os aviões e os pedidos? Na sua cabeça, coisas como “ué, eles levam o seu desejo para os ares” ou até mesmo “ora, aviões viajam, logo, sonhos também!” talvez surgirão. Verdade seja dita: nessa época, eu nem pensava muito em viajar. Aposto que muitas das pessoas que conheciam a brincadeira também não: queriam que alguns problemas se resolvessem, que aquele carinha desse bola, que a prova de matemática não fosse tão difícil… Pedidos que iam do mais banal ao mais importante dos motivos. O fato é que nem sempre eles tinham relação direta com um meio de transporte voador.

Mas, hoje, ao ver um avião passando devagarzinho (daqui debaixo sempre parece lento, não é?), me lembro da brincadeira e de todo o significado que ela carregava. Porque, afinal, é tudo muito mais simbólico do que parece.

E se a gente tentar brincar mais uma vez?

O legal das superstições não é elas serem provadas com evidências, tabelas e resultados quantificados. Tudo bem, você pode até ouvir que “com fulana já deu certo” e ficar um pouquinho mais animada, mas o ponto é a expectativa que este tipo de brincadeira traz: ela reacende a chama dos sonhos em nossos corações.

Porque aquilo é um lembrete de que, sim, as suas metas darão certo. Talvez, pense bem, a sorte apareça bem aí: você, ao ver os aviões passando lá em cima, se lembra de seus objetivos e não para de correr atrás deles, como se aquilo fosse um alarme diário, que soa lá em cima e diz apenas uma frase, simples e direta:

Não ouse desistir.

E então a sua alma se enche de esperança. Quem sabe não dá certo? Bem no momento em que você já está sem expectativas e precisa de um empurrãozinho para poder continuar, aparece um avião no céu.

Capturá-lo é a promessa interna de que você chegará lá. Agora, você só tem um pouquinho mais de certeza disso.

No final das contas, o que você está buscando no ar é pouco mais de certeza e confiança. E não é disso que precisamos para seguir em frente, não importa a situação?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s